ensαios de umα αprendiz α jornαlistα

Faça o que você ama. Ame o que você faça

por Anna Carolina Cardoso Pinheiro

Sentada no salão de beleza, com uma pilha de revistas femininas em meu colo, pensava que a tarde de sábado seria mais longa do que eu imaginara. A fim de afastar o sono, começo a folheá-las, sem esperanças de encontrar nada diferente de dietas milagrosas, dicas para seduzir um homem ou manual das boas compras. Eis que uma página desperta minha atenção. Uma mulher, que me lembrou a coordenadora do ensino médio do meu antigo colégio, encabeçava uma coluna: Crônica da Xênia. Fiquei curiosa. Resolvi ler o título. “A paixão pelo humor”. Interessante. Resolvo continuar a leitura. Logo no primeiro parágrafo um desânimo: o assunto será o aniversário de 10 anos do programa Zorra total.

Ok, confesso que já assisti a alguns quadros do programa. Mas nunca agüentei o programa todo. Penso que um dia tudo isso deve ter sido muito divertido, porém hoje, com humorísticos tidos como inteligentes, como o CQC – Custe o Que Custar (Rede Bandeirantes), ou ainda com o humor menos refinado do Pânico na TV (Rede TV), quem dedicaria uma coluna para o Zorra? Sinceramente, alguém conhece um fã do programa?

Assisti no Vídeo Show uma entrevista com o Maurício Sherman, diretor geral do humorístico, uns tempos atrás. O próprio se dizia surpreso com o sucesso do programa, projetado para ficar apenas nove meses no ar. Já completou dez anos. E, como ressalta a cronista, o Zorra dá audiência. Continuo lendo, quero saber onde é que isso vai dar. No terceiro parágrafo, Xênia desvenda o mistério: bons humoristas, apaixonados pelo o que fazem. Esta é a fórmula do sucesso da atração.

O amor. O amor como combustível de tudo. Parece uma visão romântica das coisas, mas é a mais pura verdade. Apenas uma pessoa feliz pode fazer alguém rir, e não há felicidade se não há amor. Portanto, seja qual for seu humorístico preferido, se inspire nos atores do Zorra: faça o que você ama, ame o que você faça.

(crônica escrita dia 06/09/09, para a disciplina de Teoria do Jornalismo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: